Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010

Visita a Bruxelas - Bélgica

(Para ler clique na imagem)

 

publicado por José Soares às 14:07
link do post | favorito
Quarta-feira, 22 de Setembro de 2010

Ver partir um Amigo

(Para ler clique na imagem)

 

publicado por José Soares às 14:32
link do post | favorito
Sexta-feira, 2 de Julho de 2010

Agora vamos acordar

 

   Por princípio, tento ver o lado positivo das coisas e da vida, mas com uma dose significativa de realismo. Não sou, por isso, um adepto do lado negro da vida, do pessimismo assumido como uma forma de vida.

   Durante as últimas semanas, o país futebolístico, e não só, viveu adormecido na hipótese de Portugal vir a ser consagrado campeão do mundo na África do Sul.

   Como de Espanha, diz o ditado, “nem bons ventos nem bons casamentos”, a tradição cumpriu-se e foram os nossos vizinhos a estragar-nos o sonho. A culpa não é dos espanhóis, mas sim das expectativas que criamos, assentes numa realidade virtual que só existe nas nossas cabeças.

   Até parece que estou a falar do país, mas ainda só estou a escrever sobre a nossa participação no mundial de futebol. Ganhámos um jogo que vai ficar na história e, sobre os outros, o tempo vai encarregar-se de nos fazer esquecer. Para nosso alívio, sempre podemos crucificar o seleccionador, salvo seja. Sempre foi assim e agora não vai ser diferente. Viemos mais cedo para casa porque havia equipas melhores e ponto final.

   O problema maior agora é o tão famoso dia seguinte. Depois da anestesia que o futebol aplicou com sucesso ao país, o efeito passou e os portugueses vão acordando para a dura realidade – a situação em que os portugueses se encontram. Aos poucos ou em ondas de choque, vamos novamente tomar conhecimento que a vida da maioria dos portugueses não está boa e não se prevê que as coisas melhorem.

   Até um optimista militante como eu é afectado por esta onda pessimista. Depois, quando se olha para as últimas sondagens publicadas e as mesmas dizem que a alternativa é Pedro Passos Coelho, então é porque estamos mesmo no fundo.

   O problema agora é que só vamos ter outro mundial daqui a quatro anos, o que quer dizer que vamos ter mais três anos de sofrimento. Sim, porque um ano antes de a competição começar, o campeonato já é nosso, como sempre tem acontecido.

 

In: Jornal “O DESPERTAR” – 02-07-2010

 

publicado por José Soares às 18:50
link do post | favorito
Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Vulcão islandês fez perder 40 milhões ao turismo português

Duma forma generalizada, todos os sectores se queixam da crise. As razões são várias. Um dos sectores que mais tem sofrido é o turismo. Para agravar a situação, agora até um vulcão islandês, com um nome esquisitíssimo – Eyjafjöll, resolveu dar uma “ajuda” tão importante a este sector. Para baixo todos os santos (e não só) ajudam.

Segundo o secretário de Estado do Turismo, o encerramento do espaço aéreo português, efectuado só durante o mês de Abril, já provocou um prejuízo de 35 a 40 milhões de euros ao turismo nacional.

Os valores avançados pelo governante, assentam nos dados a que teve acesso, vindos das várias regiões turísticas do país, cuja incidência é directa no cancelamento de voos e de dormidas nos hotéis. Tudo junto, nas palavras de Bernardo Trindade, “chegamos a um valor entre os 35 e os 40 milhões de euros”. Em Espanha, os prejuízos no turismo rondam os 240 milhões de euros e em Itália os valores ascendem aos 300 milhões. É muito prejuízo causado por um vulcão, que continua a afectar muitos países.

Tal como outros sectores que recebem apoios devido a catástrofes naturais, seguramente que também as regiões turísticas nacionais irão ter uma atenção especial por parte da Comunidade Europeia.

Acredita-se que o pior já tenha passado, mas a verdade é que os especialistas dizem que a situação se pode manter até ao Verão, o que é um mau prenúncio para quem usa ou depende do trabalho dos aviões. Recorde-se que o vulcão Eyjafjöll, teve a sua primeira erupção a 21 de Março, no Sul da Islândia e continua muito activo. "O volume de magma que sai do vulcão é de 60 toneladas por segundo, em comparação com 570 toneladas no início da erupção", acrescentaram os especialistas.  

Neste momento, quando algum país europeu mostra algum alívio, é porque os ventos estão a empurrar as cinzas vulcânicas para outro país, dado que a actividade do vulcão não abranda e os próprios especialistas não têm certezas quando será o seu descanso, para bem de todos nós. Os prejuízos são muitos e só a TAP já contabilizou uma perda de 12 milhões de euros.

Infelizmente, ainda não há técnicas que dominem as forças da Natureza. É nestas alturas que percebemos o nosso verdadeiro poder, quando somos reduzidos à nossa condição humana.

 

In: Jornal “O DESPERTAR” – 21-05-2010

 

publicado por José Soares às 13:51
link do post | favorito
Quinta-feira, 6 de Maio de 2010

Obrigada a prescindir

   Depois de muita polémica sobre o pagamento das viagens dos deputados, a vice-presidente da bancada socialista Inês de Medeiros, comunicou ao presidente da Assembleia da República (AR), Jaime Gama, informando-o que prescinde de ajudas de custo a que tinha direito, por decisão do Conselho de Administração da AR, dado se ter detectado na lei portuguesa, uma lacuna sobre casos idênticos a este.

   Este é dos casos que não deviam acontecer, porque não dignificam a política e os políticos. Ao tomar agora esta atitude, Inês de Medeiros passa a ideia de ter sido empurrada para esta decisão: primeiro, porque a pressão pública e política tem sido imensa; segundo, porque o CDS já anunciou que ia propor “uma alteração à lei para impedir o pagamento de viagens dos deputados que moram fora do país”.

   Segundo as contas vindas na imprensa, as viagens semanais da deputada, de Lisboa por onde foi eleita, até Paris onde mora, custam ao país, que é como quem diz a todos nós, cerca de 6 mil euros por mês. Acrescentando este valor às ajudas de custo, dá a módica quantia de 6.162,18 € por mês, fora o vencimento de deputado.

   Há sempre alguém que acha que defendendo a opinião que aqui transmito, é demagogia porque é um caso isolado. A esses, digo que isto é uma vergonha e uma afronta a todos aqueles a quem tudo é tirado, para fazer face à crise financeira. Além dessa, o que existe é uma crise de valores, onde alguns passam a vida a receber subsídios e outros estão condenados a trabalhar toda a vida, assistindo a todas estas injustiças. Não quero dar para este peditório.

   A agora (ainda) deputada não é a única culpada deste escândalo que tem indignado muita gente. Quem a convidou para fazer parte das listas de deputados por Lisboa, residindo em Paris, também teve culpa em não acautelar esta mais que previsível triste situação. Como escreveu Fernando Madrinha no “Expresso”, este caso é “apenas mais uma prova de que, num país pelintra, a política continua a viver à grande e à francesa”.

 

In: Jornal Online “CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS” – 06-05-2010

 

publicado por José Soares às 18:11
link do post | favorito
Sexta-feira, 26 de Março de 2010

A caminho do centenário

   Comemorar um aniversário é sempre um motivo de satisfação. Fazer 92 anos, é então um feito notável. No caso dum jornal é quase uma raridade. Mas é exactamente isso que “O DESPERTAR” faz, caminhando a passos largos para o seu centenário. Já só faltam oito anos e parece que ainda foi ontem que fazia parte da comissão executiva das comemorações das “bodas de diamante” deste jornal, coordenada pelo saudoso Fausto Correia.

   A vida dos jornais nunca foi fácil, mas agora com as novas concorrências, onde se destaca a Internet, então ainda se tornou mais difícil. Se juntarmos a isto, o fecho contínuo de empresas, as quais garantiam alguma publicidade aos próprios jornais, é de facto heróico manter um jornal aberto nos dias de hoje. Nota-se o esforço do Despertar, que agora é quinzenal, mas que já foi bissemanal.

   Em Coimbra foram já algumas publicações que encerraram definitivamente ou que foram suspensas por tempo indeterminado. De memória, lembro-me do “Região de Coimbra”, “Jornal de Coimbra”, “Semanário Desportivo” e mais recentemente, o “Centro”.

   A nível nacional a situação não é melhor. O ano de 2009 foi terrível para a imprensa escrita. Segundo o último relatório da Associação Portuguesa para o Controlo da Tiragem e da Circulação (APCTC), houve uma quebra generalizada da circulação paga da maioria dos jornais diários de informação geral. As quebras das vendas em 2009, comparativamente a 2008, foram as seguintes: Jornal de Notícias – 12%; Correio da Manhã – 0% (nula); Diário de Notícias – 18%, Público – 12%; Expresso – 7% e Sol – 5%.

   Em sentido inverso estão as revistas, as quais tiveram um aumento nas vendas: a Sábado teve um crescimento de 5% e a Visão 1%. O que também tem aumentado são as assinaturas online. Que o diga o Expresso, que teve um aumento nas suas assinaturas digitais de 629%.

Termino, desejando longa vida ao DESPERTAR e espero vir a colaborar no centenário do jornal mais antigo de Coimbra. Os meus parabéns a todos quantos tornam possível a vida do DESPERTAR.

 

In: Jornal “O DESPERTAR” – 26-03-2010

publicado por José Soares às 16:00
link do post | favorito
Sexta-feira, 23 de Outubro de 2009

Direito à indignação (Maitê Proença)

Clique na imagem para ver o video

 

 

Clique na imagem para ver a desculpa de Maitê Proença

 

 

   Tenho que reconhecer que alguns brasileiros conseguem unir mais os portugueses do que nós próprios. Foi Scolari através do “Euro 2008” de futebol e é agora Maitê Proença com um infeliz e insultuoso vídeo passado no canal brasileiro GNT.

   Segundo a própria, esse vídeo foi “produzido entre amigos num dia de folga enquanto estive em Portugal em Março de 2007, há dois anos e meio”. Não me parece relevante ter sido realizado agora ou há mais de dois anos. Foi feito e mal feito.

   Desculpa-se a actriz, dizendo que “o brasileiro é irreverente”. Uma coisa é irreverência, outra bem diferente é a má educação e foi isso que revelou no seu vídeo, sem qualquer ponta de piada. O vídeo já teve mais audiência que qualquer telenovela onde tenha participado e, em todas as televisões portuguesas onde passou, não houve qualquer gargalhada ao tão pretensioso humor brasileiro.

   Além do nojo que me meteu o vídeo, ainda fiquei mais surpreendido pelas sonoras gargalhadas das cinco figuras em estúdio, no programa “saia justa”. Riam de quê!? Da sua própria ignorância ou de algum complexo de inferioridade que não conseguem ultrapassar? Seria bom que se informassem ou pouco mais sobre Portugal e os portugueses.

   Tenho vários amigos brasileiros e adoro o Brasil como país, mas isso não apaga esta ofensa gratuita e injustificada à nação portuguesa. Como dizem os portugueses, “quem não se sente não é filho de boa gente”. E, já agora, um conselho: as desculpas não se pedem, evitam-se.

 
In Jornal “O DESPERTAR” – 23-10-2009
publicado por José Soares às 16:45
link do post | favorito
Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Viver nas nuvens

Quem me conhece, sabe que não sou “ista“ de nada nem de ninguém, pelo que jamais serei um socrático. Sou mais um não-alinhado, ou um alinhado com as minhas próprias convicções e valores. Sempre fui assim e não me parece que vá agora mudar. Sinto-me bem assim com a minha própria consciência. Costumo dizer que sou um soarista convicto, pela simples razão de me chamar Soares.
Há coisas que discordo de José Sócrates, apesar de ser o secretário-geral do meu partido e primeiro-ministro. A mais recente é o apoio explícito que deu a Durão Barroso, para que este continue à frente da Comissão Europeia. Por muito bom trabalho que tenha feito na Europa, a verdade é que Barroso abandonou o Governo de Portugal para, entre outras coisas, apadrinhar e apoiar a invasão do Iraque, com as consequências que estão à vista. Está agora o mundo mais seguro? Não me parece.
Entre uma empresa pública e uma privada, obviamente que defendo a pública. Por isso, estou sempre ao lado de José Sócrates, quando este defende essas empresas públicas. Segundo os especialistas, a TAP irá anunciar prejuízos na ordem dos 280 milhões de euros. Ainda agora se soube que, com o objectivo de reduzir os custos, a TAP cancelou mais de 2.000 voos.
Perante esta grave situação que afecta uma das principais empresas portuguesas e que o Governo tem apoiado, sabe-se que os pilotos e o pessoal de cabine se preparam para fazer greve, reivindicando aumentos salariais. Estes trabalhadores também são portugueses e, como tal, estão sujeitos às contingências financeiras do próprio país. As greves são um direito que responsabiliza os próprios trabalhadores. Como ex-dirigente sindical nacional, conheço bem e defendo essa última forma de defesa dos direitos dos trabalhadores. Embora estejamos em ano eleitoral, acredito na determinação de José Sócrates em não ceder a quem tem sempre passado ao lado das dificuldades de todos os outros portugueses. É tempo de descerem das nuvens e porem os pés na Terra, a não ser que queiram o fim duma empresa que é referência do próprio país.
 
In Jornal: "AS BEIRAS" - 06-05-2009
In Jornal: "DIÁRIO DE COIMBRA" - 12-05-2009
 

OBSERVAÇÃO: Durante cerca de 25 anos foi "colaborador" convidado do Diário de Coimbra. Este artigo foi publicado hoje, 51 dias depois de ser recebido na redacção. Ao fim de 35 dias, e após ver colaboradores com 3 e 4 artigos já publicados, renunciei ao estatuto de "colaborador". Por isso, a partir de agora, e se não houver qualquer evolução, os meus artigos no Diário de Coimbra passarão a ser escritos no "Fala o Leitor". Por enquanto.

Sempre disse o que pensava e não é agora que o vou deixar de fazer. Felizmente tenho a possibilidade de ver os meus artigos publicados em outros jornais locais (Despertar, Campeão, Beiras e Centro) e também nacionais, como foi recentemente o caso no Diário de Notícias, Jornal de Notícias, Focus, Noticias Magazine, Sol e Expresso.

publicado por José Soares às 12:00
link do post | favorito
Domingo, 8 de Maio de 2005

Imprensa e internet

Quando uma publicação faz mais um aniversário, isso tem obrigatoriamente que ser realçado. Se isso acontecer na Zona Centro, então estamos perante uma excelente notícia. A razão deste destaque é simples. Embora se fale à boca pequena que vai aparecer mais uma publicação, o que é sempre positivo, a verdade é que algumas fecharam recentemente. Os mais atentos a estes fenómenos da imprensa local, certamente se lembram do encerramento dos jornais “Região de Coimbra” e mais recentemente o “Jornal de Coimbra”. Também a revista “In Vivo” suspendeu a sua publicação e o jornal “O Despertar” passou de bissemanal a semanário.

Seguramente que todas estas alterações tiveram como principal causa, a questão financeira. Apesar da Zona Centro ser a zona do País onde mais se lê, é natural que os leitores façam as suas opções, pelo que os jornais terão que estar atentos aos interesses do mercado, sem contudo perderem as suas referências.

Os jornais nacionais, não têm vida fácil. No entanto, a imprensa regional também não pode adormecer à conta de alguns sucessos. Uns e outros têm agora uma concorrência aguerrida – os sites e os blogues.

Os primeiros, mais técnicos e profissionais, são agora o local privilegiado de muitos, em especial os políticos, onde poderão diariamente expor publicamente as suas ideias, sem estarem condicionados aos espaços sempre limitados dos jornais. As últimas campanhas eleitorais (PS, legislativas e PSD) são um excelente exemplo. Foi fácil encontrar na imprensa, o que vinha nesses sites pessoais ou institucionais.

Os segundos, os agora famosos blogues, estão destinados aos mais leigos nesta matéria, pelo que até eu já senti “necessidade” de criar dois deles (*). Um de tipo ligeiro e outro mais sério. A facilidade é tanta, que se criam várias dezenas por dia. Passada a euforia, irão resistir os que tiverem qualidade para se manterem. Dada a possibilidade da confidencialidade nos comentários em blogues, em tudo o que isso tem de especulativo e negativo, também os mais polémicos se irão prolongar no tempo.

A internet entrou definitivamente nas nossas vidas. Hoje, dificilmente encontramos uma instituição, pública ou privada, que não tenha um site. Mesmo o mais pequeno estabelecimento terá no mínimo um ou mais e-mail’s.

Estamos na era da comunicação e, como diz a máxima, “quem tem a informação é que detém o poder”. Talvez por isso as instituições nunca se preocuparam tanto como agora com a imprensa, pelo que cada vez há mais profissionais especializados nesta área, dentro das suas organizações.

Também por ser dele colunista, é uma honra e um prazer para mim, poder dar os parabéns ao CAMPEÃO, nesta edição especial.

(*) - http://konversas.blogs.sapo.pt/

(*) - http://josesoares.blogs.sapo.pt/

PS: Os interessados em "estórias" na nossa política local, poderão consultar os blogues:

http://ponteeuropa.blogspot.com/

http://portaavioes.blogspot.com/

In "CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS" - 28-04-2005

www.campeaoprovincias.com

tags:
publicado por José Soares às 18:28
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Feira Medieval em Buarcos

. A sorte e a crise não são...

. Parabéns: já só faltam ci...

. A minha aposentação não c...

. A minha aposentação não c...

. Um casarão sem alma

. Ano Novo Vida Velha

. Hora de receber

. Hora de receber

. Função pública e função p...

. Função pública e função p...

. Futebol - um mundo à part...

. Reformas - pensão pública...

. Um casarão sem alma

. A Saúde e a Madeira

. Crimes sem perdão

. Fuga de cérebros

. Rotunda do Ingote

. Pregões de praia

. Tributar as heranças

. Ai Álvaro, Álvaro

. Misericórdia de Semide in...

. Cuidado com o bronze arti...

. I Feira Medieval em Buarc...

. Vamos andando

. Visita a Cáceres

. Não há vergonha para o de...

. Boa vida para o setor aut...

. Debates das presidenciais

. Ganância em tempo de Nata...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds