Sexta-feira, 28 de Outubro de 2005

Placas em Lordemão - Coimbra

PlacasdeLordemao.jpg


Se existem localidades onde parece ser agradável viver, Lordemão (em Coimbra)é seguramente uma delas. É uma zona ainda sossegada e está perto da Cidade. Mas, tem um problema com as suas placas identificativas. Ou estão com o nome trocado (Lodermão), ou aparecem no estado que as imagens mostram. Há para todos os gostos: desleixo, ignorância e vandalismo.


Os responsáveis autárquicos, também se deviam preocupar com as “pequenas” coisas.


in "DIÁRIO DE COIMBRA" - 28-10-2005 - www.diariocoimbra.pt


 

publicado por José Soares às 14:00
link do post | favorito

Ronaldo – a outra face da fama

Ronaldoaoutrafacedafama.jpg


Ser jovem, bem parecido, rico, famoso e com uma legião de fans em todo o mundo, é concerteza o sonho da maioria dos homens. Esses atributos estão congregados no Cristiano Ronaldo. É uma vantagem para ele e é um prazer para quem o admira. O problema na vida das pessoas, é que é igual às moedas – tem duas faces, dois lados bem diferentes. É aqui, na outra face da vida de Ronaldo, que as coisas não lhe têm corrido de feição. Primeiro, foi a morte do pai; depois, o escândalo em que recentemente se envolveu, ou foi envolvido.


Como aconteceu em casos anteriores, julgo que também este não irá penalizar mais o nosso jovem futebolista. Apesar disso, e acreditando que o desfecho será favorável a Cristiano Ronaldo, julgo que o estigma da situação irá persegui-lo durante muito tempo. A absolvição que acredito irá conseguir no campo judicial, não vai ter o mesmo destaque que teve a sua acusação na praça pública. É o preço da fama.


Não conheço pessoalmente o Cristiano, para o achar desde já inocente. Mas, por aquilo que veio a público, parece-me uma história muito mal contada. Por aquilo que ele representa, seguramente que ser assediado fará parte do seu dia-a-dia. Daí não ser difícil imaginar, que há sempre gente capaz de criar esquemas para sacar algum dinheiro, a quem se sabe que tem muito. Por isso, não acredito que ele tenha cometido tão nojento e condenável acto. Acredito que tenha havido sexo, mas consentido. Com a vida cada vez mais difícil, cada vez temos, todos, que estar mais atentos aos(às) especialistas dos “golpes do baú” ou aos mais elaborados “contos do vigário”. É preciso estar atento. O que aconteceu com o Cristiano Ronaldo, é um risco que todos estes jovens ricos correm, pelo que devem ser apoiados e ajudados por quem os ama, de modo a que eles não se ponham a jeito. Estamos a falar dum jovem com apenas 20 anos, oriundo duma família bastante humilde. Uma tentadora noite de sexo, e não mais do que isso, pode deitar tudo a perder. As tentações são muitas e os(as) oportunistas ainda são mais.


in "AURINEGRA"  -  25-10-2005 - www.aurinegra.com


in "O DESPERTAR"  -  11-11-2005 


 


 


 

publicado por José Soares às 13:56
link do post | favorito
Quarta-feira, 19 de Outubro de 2005

Recordar o PRD

PRD.jpg

Faz hoje 19 anos (19-10-1986) que Ramalho Eanes assumiu a presidência do PRD -Partido Renovador Democrático, após ter saído da presidência da República, onde esteve durante dois mandatos -–10 anos (1976-1986).

Os princípios que estiveram na origem da criação do PRD, estão tão actuais hoje como estavam na altura da fundação daquela força política. O problema foram alguns dos seus protagonistas que descredibilizaram o projecto, perante a opinião pública. Hoje, continuo a achar que se justificava a manutenção do PRD no actual espectro político. Nunca concordei que Ramalho Eanes tivesse abandonado um projecto que ele próprio idealizou.

José Soares (*)

(*) ex- Presidente da Comissão Política Distrital de Coimbra, Deputado Municipal e Conselheiro Nacional.

publicado por José Soares às 22:18
link do post | favorito
Sexta-feira, 14 de Outubro de 2005

Os dias seguintes

O PSD ganhou as últimas eleições autárquicas! Não vale a pena negar este facto, por mais razões que existam para justificar tal atitude dos eleitores. Ainda em Fevereiro deram uma maioria absoluta ao PS e já estão agora a dar uma significativa vitória ao PSD. É a democracia a funcionar.

Um dos aspectos mais negativos desta campanha foi a morte dum autarca no primeiro dia da campanha e o incêndio do carro particular dum outro autarca. A par disso e duma forma mais mediática, teve a ver com os candidatos-arguidos, os quais foram todos eleitos e só um não conseguiu ser eleito presidente da Câmara. Sobre estas candidaturas, acho correcto a atitude dos partidos que tiraram o seu patrocínio às candidaturas envoltas em questões de justiça. As acusações são demasiado graves, para que se ignorarem esses factos. Para se ganhar uma câmara, não pode valer tudo.

Salvo algumas excepções, as recandidaturas são sempre mais fáceis. Dum modo geral, a maioria dos actuais presidentes que se recandidataram, ganharam as suas autarquias. Coimbra, Lisboa e Porto, são disso um exemplo. Lisboa tem contornos um pouco diferentes, mas Carmona Rodrigues era o número 2 do executivo e foi presidente da Câmara durante o tempo em que Santana Lopes foi Primeiro-Ministro.

As populações que elegeram autarcas sob suspeita regozijaram-se com os resultados. É pena que a nossa democracia não possa dizer o mesmo. Candidatos-arguidos não são um sinal de uma boa democracia. Apesar de terem perdido as respectivas câmaras, ainda bem que o PS e o PSD se demarcaram desses candidatos. Achar que os eleitores dessas localidades são incultos e fáceis de manipular, é um absurdo e um insulto. Alguém acha que os eleitores de Oeiras são incultos, quando é o concelho que tem a maior percentagem de licenciados? Os votos dos portugueses são cada vez mais votos esclarecidos.

Acima de tudo, acho que os partidos cometeram alguns erros de casting. Nalguns sítios, as candidaturas resistiram aos adversários políticos, mas não conseguiram ultrapassar as anti-campanhas feitas pelos próprios camaradas de partido. Como já disse noutras ocasiões, entre partidos existem candidatos adversários, mas dentro de cada partido existem inimigos, que tudo fazem para que o seu rival camarada perca a eleição em causa. Os exemplos são mais que muitos. Quem foi preterido nas listas, não só não colabora com o seu próprio partido, como acaba por fazer anti-campanha.

Pela diferença de votos entre o PS e o PSD, verifica-se que houve um voto de protesto ao próprio Governo, tal como aconteceu em 2001. É uma evidência que não se pode negar. Este resultado não pode ter consequências governativas, mas era bom que o Governo e o PS tirassem consequências políticas desse resultado. O autismo não faz bem a ninguém. Ignorar os problemas, nunca foi a melhor forma de os resolver.

Há erros de estratégia que são difíceis de entender. Veja-se o caso de Lisboa, a principal câmara do País. O PS escolheu Manuel Maria Carrilho e envia João Soares (que já governou a capital) para Sintra. Depois, entende concorrer sozinho, quando em coligação tinha ganho Lisboa. Um dos problemas dos partidos é que têm demasiados amadores em cargos de responsabilidade. O programa de Carrilho para Lisboa até poderia ser o melhor. Mas quem é que ganha eleições pelos programas propostos? Avançar sozinho só podia dar derrota.

O PS perdeu estas autárquicas duma forma evidente, em toda a linha. Se não souber ou não quiser tirar as devidas ilações e não se souber organizar internamente, certamente que também irá receber um desgosto nas presidenciais. Apesar de serem eleições diferentes, se tal vier a acontecer (duas derrotas seguidas), a vida do PS e do Governo irá ser muito difícil no futuro. Agora que estas eleições terminaram, os portugueses aguardam com expectativa os dias seguintes.

 

in "AURINEGRA"  -  11-10-2005 - www.aurinegra.com

in "O DESPERTAR"  -  14-10-2005

 

publicado por José Soares às 16:26
link do post | favorito
Sábado, 8 de Outubro de 2005

Coimbra continua ameaçada pelo fogo

Coimbracontinuaameacadapelofogo.JPG

Depois de Coimbra ter sido “engolida” pelo fogo durante o Verão, tudo levaria a crer que agora pudesse descansar do pesadelo. Pela imagem em anexo tirada no feriado do 5 de Outubro, parece que o fantasma dos fogos ainda paira sobre Coimbra e sobre o seu maior símbolo.

tags: ,
publicado por José Soares às 13:37
link do post | favorito
Quinta-feira, 6 de Outubro de 2005

VIVA A REPÚBLICA - 05-Outubro-1910

Vivaarepublica.gif

Para quem é republicano como eu, decerto que o dia de ontem se revestiu de um significado especial. Como disse por Eugénio Oliveira na Comemoração do 05/Outubro/1910 junto do Monumento a António José de Almeida a 5 de Outubro de 2000, Celebrar a República é glorificar a Liberdade

A 5 de Outubro de 1910, a República Portuguesa é proclamada da varanda da Câmara Lisboa, por José Relvas.

O 5 de Outubro também tem outros significados. Foi nesse dia, no ano de 1143, que se estabelece a independência do Reino de Portugal, através do Tratado de Zamora. Este tratado, foi assinado por Afonso Henriques, Afonso VI de Castelo e um representante do Papa. Portugal é um estado independente há 862 anos.

Por ironia do destino, monárquicos e republicanos comemoram o seu 5 de Outubro. Os primeiros, para celebrarem o nascimento de Portugal (1143); os segundos, lembram a implantação da República (1910).

A 6 de Outubro de 1910, a República Portuguesa é proclamada no Porto.

O valor da Democracia, é podermos celebrar aquilo que acharmos melhor para o nosso País. Por mim, celebro a República.

publicado por José Soares às 21:45
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Feira Medieval em Buarcos

. A sorte e a crise não são...

. Parabéns: já só faltam ci...

. A minha aposentação não c...

. A minha aposentação não c...

. Um casarão sem alma

. Ano Novo Vida Velha

. Ano novo, políticos e víc...

. Hora de receber

. Hora de receber

. Função pública e função p...

. Função pública e função p...

. Futebol - um mundo à part...

. Reformas - pensão pública...

. Um casarão sem alma

. A Saúde e a Madeira

. Crimes sem perdão

. Fuga de cérebros

. Rotunda do Ingote

. Pregões de praia

. Tributar as heranças

. Ai Álvaro, Álvaro

. Misericórdia de Semide in...

. Cuidado com o bronze arti...

. I Feira Medieval em Buarc...

. Vamos andando

. José Soares em mini-entre...

. Visita a Cáceres

. Não há vergonha para o de...

. Boa vida para o setor aut...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds