Sexta-feira, 21 de Maio de 2010

Vulcão islandês fez perder 40 milhões ao turismo português

Duma forma generalizada, todos os sectores se queixam da crise. As razões são várias. Um dos sectores que mais tem sofrido é o turismo. Para agravar a situação, agora até um vulcão islandês, com um nome esquisitíssimo – Eyjafjöll, resolveu dar uma “ajuda” tão importante a este sector. Para baixo todos os santos (e não só) ajudam.

Segundo o secretário de Estado do Turismo, o encerramento do espaço aéreo português, efectuado só durante o mês de Abril, já provocou um prejuízo de 35 a 40 milhões de euros ao turismo nacional.

Os valores avançados pelo governante, assentam nos dados a que teve acesso, vindos das várias regiões turísticas do país, cuja incidência é directa no cancelamento de voos e de dormidas nos hotéis. Tudo junto, nas palavras de Bernardo Trindade, “chegamos a um valor entre os 35 e os 40 milhões de euros”. Em Espanha, os prejuízos no turismo rondam os 240 milhões de euros e em Itália os valores ascendem aos 300 milhões. É muito prejuízo causado por um vulcão, que continua a afectar muitos países.

Tal como outros sectores que recebem apoios devido a catástrofes naturais, seguramente que também as regiões turísticas nacionais irão ter uma atenção especial por parte da Comunidade Europeia.

Acredita-se que o pior já tenha passado, mas a verdade é que os especialistas dizem que a situação se pode manter até ao Verão, o que é um mau prenúncio para quem usa ou depende do trabalho dos aviões. Recorde-se que o vulcão Eyjafjöll, teve a sua primeira erupção a 21 de Março, no Sul da Islândia e continua muito activo. "O volume de magma que sai do vulcão é de 60 toneladas por segundo, em comparação com 570 toneladas no início da erupção", acrescentaram os especialistas.  

Neste momento, quando algum país europeu mostra algum alívio, é porque os ventos estão a empurrar as cinzas vulcânicas para outro país, dado que a actividade do vulcão não abranda e os próprios especialistas não têm certezas quando será o seu descanso, para bem de todos nós. Os prejuízos são muitos e só a TAP já contabilizou uma perda de 12 milhões de euros.

Infelizmente, ainda não há técnicas que dominem as forças da Natureza. É nestas alturas que percebemos o nosso verdadeiro poder, quando somos reduzidos à nossa condição humana.

 

In: Jornal “O DESPERTAR” – 21-05-2010

 

publicado por José Soares às 13:51
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Vulcão islandês fez perde...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds