Terça-feira, 2 de Junho de 2009

Acidente aéreo com um A-330 da Air France

   A propósito do desaparecimento dum Avião da Air France no Oceano Atlântico, que fazia a viagem do Rio de Janeiro para Paris, fui convidado pelo Jornal “I” a comentar esta notícia e a relembrar o meu próprio acidente. Aqui fica o meu comentário que saiu hoje no jornal. Recorde-se que neste avião viajavam 228 pessoas e até esta hora ainda não foram descobertos os seus destroços.

   Tem passado a ideia que o avião teria caído por ter sofrido o embate dum raio. A fazer fé nos especialistas, acho pouco provável. Aqui fica um vídeo que mostra um avião a ser atingido por um forte raio e seguir o seu trajecto “normalmente”.
 

Imagens de um avião no meio de uma tempestade, atingido por um raio.

 
In Jornal: "I" - 02-06-2009
www.ionline.pt
publicado por José Soares às 18:00
link do post | favorito
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Acidentes aéreos

 

É comum ouvir-se, quer dos especialistas, quer daqueles que nunca usaram o transporte aéreo, que as viagens de avião são o transporte mais seguro.
Apesar de eu próprio ir tendo perdido a vida num acidente aéreo no aeroporto de Hong Kong, em 1999, também acho que é relativamente seguro andar de avião.
Convém no entanto não ignorar os dados. Em 2007, houve 100 acidentes com aviões comerciais, de que resultaram 692 vítimas mortais. Em 2008, registaram-se 109 acidentes, nos quais morreram 502 pessoas.
Apesar de terem havido mais nove acidentes, morreram menos cerca de 100 pessoas. Para alguns será milagre. Para mim, a baixa mortalidade de 2008 em relação a 2007, deve-se essencialmente às melhores capacidades e conhecimentos dos próprios pilotos e do investimento que se tem feito na segurança dos próprios aviões. Só para citar alguns casos, relembro o acidente em Toronto (Agosto/2005), Londres (Janeiro/2008), Colorado (Dezembro/2008) e, mais recentemente, veio ao de cima a experiência dos pilotos, com a amaragem em Nova Iorque em Janeiro deste ano. Em todos eles, não houve vítimas mortais, felizmente.
As estatísticas dizem que viajar de avião é seguro. No entanto, os relatos dos acidentes aéreos sucedem-se. Os mais desatentos podem não ligar a estes relatos. Mas, para mim, que me transformei num “especialista” à força, a verdade é que os acidentes sucedem-se, com especial incidência nas descolagens e nas aterragens.
 Ainda agora, em apenas 24 horas, ocorreram quatro acidentes aéreos, que provocaram 16 mortes. Estes acidentes aconteceram em países diferentes: Butte, Montana (EUA), no qual morreram 14 pessoas; Narita, no Japão, onde faleceram os dois tripulantes; Ilha de Batam, na Indonésia, um Boing 737 com 122 pessoas e em Istambul, na Turquia, com um avião de passageiros.
Mas nem tudo é mau em termos estatísticos. Para quem tem medo de andar de avião, aqui fica um dado importantíssimo: num milhão e 200 mil voos, há um acidente aéreo. E, já agora, diga-se que a TAP está entre as companhias aéreas mais seguras do mundo.
In Revista: "FOCUS" - 08-04-2009
In Jornal: "TREVIM" - 09-04-2009
publicado por José Soares às 11:00
link do post | favorito
Quarta-feira, 7 de Novembro de 2007

Maior encontro do mundo de sobreviventes de acidente aéreo

2007Sobreviventes.jpg

 

O grupo de sobreviventes do acidente aéreo ocorrido em Hong Kong, em 1999, escolheu desta vez a cidade de Coimbra para comemorar o 8º aniversário sobre a trágica data do acidente: 22 de Agosto de 1999.

Apesar de já terem passado oito anos, a verdade é que para mim e para todos aqueles que comigo sofreram tão trágico acidente, aquele dia está tão presente como estava nos dias imediatamente a seguir. O tempo passa, mas o medo continua. Uns vão conseguindo enfrentar o próprio medo; outros, nunca mais conseguiram andar de avião. Todos alteraram o modo como encaravam a vida. Por mim, vivo cada dia como se fosse o último. Um dia será, só espero que seja daqui a muitos anos.

Pessoalmente, não tenho uma opinião muito favorável em relação à Justiça. A razão é simples: é que passados oito anos, ainda continuo à espera que me façam justiça. A demora é tanta, que qualquer que seja a decisão, ela será sempre injusta. A justiça só se faz, quando as decisões são tomadas em tempo útil. Já morreram alguns sobreviventes do meu acidente, que nunca chegaram a ver a decisão da Justiça.

Todos os anos este grupo de sobreviventes, se reúne para comemorar a vida. Estes encontros, pela sua singularidade, são os maiores do mundo. É que não há tantos sobreviventes de acidentes aéreos, mais ainda do mesmo voo. Por isso, é natural a presença da Comunicação Social nestes encontros anuais.

Este ano o convívio começou com um excelente almoço no Hotel D. Luís. O grupo, a maioria composto por pessoas fora de Coimbra, tive a oportunidade de também desfrutar duma linda vista sobre a cidade. No fim do almoço e durante o café, foi tempo dos sobreviventes porem a conversa em dia. É a nossa terapia de grupo, tão do agrado da maioria.

Desta vez, propusemos algo diferente do habitual. No final do almoço, o grupo deslocou-se até à baixa da cidade, para fazer um passeio no Basófias. A opinião foi unânime: foi magnífico! De facto, e apesar das condicionantes que a areia do Mondego impõe ao trajecto do Basófias, todos gostaram de ver uma das partes mais bonitas de Coimbra através do barco.

Para aqueles que estiverem interessados em ver por aquilo que passámos, com vida, deixo um endereço na internet onde está registado o nosso acidente:

http://www.youtube.com/watch?v=N_grAqcO-GY

In Jornal “CENTRO”  -  07/Novembro/2007

publicado por José Soares às 18:28
link do post | favorito
Sábado, 20 de Outubro de 2007

Sobreviventes reuniram-se em Coimbra a 13-10-2007

2007Sobreviventes.jpg

 

Os sobreviventes do acidente aéreo ocorrido em Hong Kong, em 1999, escolheram Coimbra para comemorarem a vida, no seu 8º encontro/convívio.

O restaurante escolhido, do Hotel D. Luís, permitiu ao grupo, a maioria de fora de Coimbra, desfrutar duma extraordinária vista sobre a cidade de Coimbra.

As mais de três dezenas de participantes (sobreviventes, familiares e amigos), tiveram a sorte com o dia, o que permitiu ao grupo fazer também uma viagem a bordo do Basófias.

Para a organização (José Soares, Antonino Neves e João Cunha), “estes encontros servem como terapia de grupo. Este ano foi em Coimbra, para o ano logo se vê”. Pela sua singularidade, estes encontros continuam a ser a maior concentração do mundo de sobreviventes de acidentes aéreos.

 

Este acidente está disponível na internet no site:

http://www.youtube.com/watch?v=N_grAqcO-GY

 

 

 

publicado por José Soares às 18:01
link do post | favorito
Terça-feira, 12 de Abril de 2005

Encontro de sobreviventes

EncontrodeSobreviventes.jpg

Como todos os anos acontece, alguns dos sobreviventes do acidente aéreo ocorrido em Hong Kong, a 22 de Agosto de 1999, encontraram-se para, principalmente, comemorarem o facto de estarem vivos. Às vezes, só passando por uma experiência tão traumática como aquele porque passámos, é que começamos a dar um outro valor à vida. É um bem precioso, para o qual nem sempre damos a devida atenção e importância.

Já vão fazer 6 anos em Agosto, que decorreu esse trágico acidente. Apesar disso, continua a haver um número significativo de pessoas, que faz questão de nunca faltar a estas reuniões. Ainda bem. Por poucos que sejam, continuam a ser os maiores encontros do mundo, de sobreviventes de acidentes aéreos. No nosso caso, do mesmo voo. Este ano, guardámos um minuto de silêncio em memória da nossa companheira Mécia Carapito, que acabou por falecer sem saber o resultado do nosso processo judicial. É lamentável, mas é assim que funciona a nossa justiça. Por mais papéis que se assinem, parece que o assunto está sempre na mesma. Talvez um dia tenha que dizer o que me vai na alma. Para já, também eu vou continuar a aguardar até que a minha paciência o permita, o decorrer deste longo processo.

Estes encontros, servem sempre para sabermos como vão os outros companheiros, pelo que estas reuniões deverão continuar, anualmente, apesar do desinteresse ou indisponibilidade de alguns. Apesar de tudo, espero que estejam bem. É uma terapia de grupo, que faz bem a quem participa nestes convívios. Este ano, foi em Fátima. Para o ano, logo se verá.

In "AURINEGRA" - 12-04-2005

www.aurinegra.com

publicado por José Soares às 11:45
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Acidente aéreo com um A-3...

. Acidentes aéreos

. Maior encontro do mundo d...

. Sobreviventes reuniram-se...

. Encontro de sobreviventes

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds