Sexta-feira, 11 de Dezembro de 2009

Futebolistas de pé descalço

   Quando falamos sobre a qualidade de vida que o futebol pode dar aos futebolistas, lembramo-nos logo da vida de luxo de vedetas como Cristiano Ronaldo, em confronto do que seria se não tivesse enveredado pelo futebol. Estava-lhe destinada uma vida de perfeito anonimato, privado de quase tudo e seguramente com carências de vária ordem, a exemplo dos seus pais e irmãos. O futebol permitiu-lhe dar a volta ao destino. Hoje a sua pública e faustosa vida é rodeada de dinheiro, casas, carros, festas, mulheres, viagens e férias. Nada lhe falta.

   O problema, é que enquanto uns, poucos, podem orgulhar-se daquilo que recebem do futebol, a maioria enfrenta grandes dificuldades, o que passa despercebido à maioria dos adeptos do desporto rei. No Varzim, por exemplo, é preocupante a vida dos futebolistas da sua equipa principal. A disputar a Liga de Honra e classificada em 14º lugar, o Varzim tem salários em atraso, destabilizando a vida dos seus jogadores. Segundo o capitão de equipa, Pedro Mendes, “há jogadores sem dinheiro para combustível ou para pagar prestações. É dramático”.

   Constata-se que há muita gente a ganhar com o futebol, mas também há muitos a sofrerem a triste realidade de futebolistas jogarem e não receberem. O país futebolístico anda anestesiado com as goleadas dos grandes e com o que vamos fazer no Mundial, e esquece-se ou pretende ignorar uma outra realidade, a dos pequenos. Às vezes parece que é mais fácil viver no mundo da ilusão, bem próprio da época que atravessamos.

   Como curiosidade, refira-se que o plantel do Varzim custa cerca de 50 mil euros mensais. Só Pablo Aimar, jogador do Benfica, recebe mensalmente mais do dobro dessa verba. O contraste entre ricos e pobres, também é uma realidade no mundo do futebol.

 

In Jornal "O DESPERTAR"  -  11-12-2009

publicado por José Soares às 12:00
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Feira Medieval em Buarcos

. A sorte e a crise não são...

. Parabéns: já só faltam ci...

. A minha aposentação não c...

. A minha aposentação não c...

. Um casarão sem alma

. Ano Novo Vida Velha

. Ano novo, políticos e víc...

. Hora de receber

. Hora de receber

. Função pública e função p...

. Função pública e função p...

. Futebol - um mundo à part...

. Reformas - pensão pública...

. Um casarão sem alma

. A Saúde e a Madeira

. Crimes sem perdão

. Fuga de cérebros

. Rotunda do Ingote

. Pregões de praia

. Tributar as heranças

. Ai Álvaro, Álvaro

. Misericórdia de Semide in...

. Cuidado com o bronze arti...

. I Feira Medieval em Buarc...

. Vamos andando

. José Soares em mini-entre...

. Visita a Cáceres

. Não há vergonha para o de...

. Boa vida para o setor aut...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds