Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009

“Gripe A vai matar em Portugal”

   Para não entrar em paranóia, tento não levar à letra tudo o que se diz e escreve sobre a Gripe A (H1N1). Acho que existe algum alarmismo e essa minha ideia tem sentido apoio nas afirmações de muitos responsáveis e entendidos em Saúde.

   Agora, o Correio da Manhã traz à capa uma afirmação do Director-geral da Saúde, Francisco George, que me deixou preocupado: “Gripe A vai matar em Portugal”. Pelas responsabilidades e conhecimentos que tem, seguramente que as suas palavras deixaram muitos portugueses preocupados.

   Segundo afirmou o Director-geral da Saúde, os dois próximos anos vão ser stressantes para os serviços de Saúde especializados nesta área, prevendo-se o “colapso de alguns serviços”. É um quadro demasiado negro aquele que nos pode esperar. Esperemos que esteja enganado nas suas previsões, as quais são ainda mais preocupantes para as pessoas dos 20 aos 29 anos, obesos e grávidas.

   Neste momento e de acordo com os dados que o Ministério da Saúde tornou públicos, em Portugal já foram registados 7513 casos de pessoas portadoras de vírus H1N1. Um destes casos, o mais grave até agora, é de um jovem que se encontra internado no Hospital de Faro, em coma induzido. A nível mundial e segundo a Organização Mundial da Saúde, já foram confirmadas 3205 mortes.

   Como pai duma criança de meses, fiquei ainda mais preocupado com uma das afirmações de Francisco George: “As crianças no infantário são um problema e não temos ainda uma evidência sobre os benefícios de se encerrar as escolas”. Como muitos pais, também fiquei com uma preocupação: o que fazer se a Gripe A chegar ao infantário dos nossos filhos?

   O alarmismo sobre a Gripe A está lançado. Justificado ou não, ele está instalado. Pior ainda, são as paranóias que vão aparecer pela confusão com a Gripe Sazonal. No último Inverno tivemos 700 mil casos registados. Agora imagine-se o que vai ser com a maioria das pessoas a pensar que é a Gripe A!?

   Façamos votos que aquilo que se diz sobre a Gripe A (H1N1) e suas consequências, seja um falso alarme, tal como (não) aconteceu com a Gripe das Aves, a qual não teve as consequências que se previam, para bem de todos nós.

 

In Jornal “O DESPERTAR” – 18-09-2009

 

tags:
publicado por José Soares às 15:56
link do post | favorito
Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

Moscovo

   Como disse na crónica anterior, estive nas últimas semanas na Rússia. Desta vez, vou falar sobre Moscovo e a sua magnitude. Continua a ser uma das cidades onde se decide o futuro do mundo.

   Estive na capital russa em 2004. Agora, o que mais me chamou à atenção, foi o aumento significativo do trânsito, composto maioritariamente por carros novos e topo de gama. São impressionantes as fortunas rodadas que circulam às portas do Kremlin, outrora símbolo do poder do povo soviético.

   A Rússia continua a ter importância mundial e Moscovo é a imagem desse poder. Durante séculos, esta cidade era palco das tradições culturais russas cuidadosamente conservadas. Dentro do espaço do Kremlin, revisitei a “antiga Catedral da Dormição, principal templo do país, onde foram coroados todos os monarcas russos. Pedro, o Grande e Catarina II faziam questão de celebrar as suas vitórias militares só em Moscovo. Foi também em Moscovo que, sacrificando-se no altar da guerra, predeterminou em 1812 a derrota das tropas napoleónicas”.

   Ao contrário de outros tempos, bem situada na Praça Vermelha e em frente ao túmulo de Lenine e das paredes do Kremlin, aquela que já foi a casa do povo soviético, é hoje um rico e sofisticado centro comercial rendido ao capitalismo russo. Um símbolo do consumismo onde estão quase todas as marcas mundiais representadas. Sinais dos tempos. Saudosos do antigamente, visitam diariamente o túmulo de Lenine a quem dão vivas ao seu corpo embalsamado, pelo seu papel na construção da sociedade soviétiva. As suas provectas idades, não deixam antever qualquer perigo para os actuais dirigentes, para quem não há qualquer hipótese de retorno ao antigo regime. O capitalismo instalou-se definitivamente em Moscovo, para satisfação duma parte dos moscovitas, que é hoje a segunda cidade mais cara do mundo e onde existem mais multimilionários por metro quadrado.

   O que me impressionou pela positiva, foi ter visto bem em frente a uma das fachadas do Kremlin, um enorme e único painel a publicitar Portugal, através do “Turismo de Portugal”.

   Em Moscovo são muitos os locais a visitarem. Mas se um dia estiverem na capital russa, não deixem de ver o Metro. Uma autêntica galeria de arte em que em cada uma das suas estações é possível apreciar pintura, mosaicos, vitrais ou murais. As estações de Metro são por isso conhecidas como “Palácios subterrâneos”.

 

In Jornal “O DESPERTAR” – 11-09-2009

 

tags:
publicado por José Soares às 15:00
link do post | favorito
Sexta-feira, 4 de Setembro de 2009

São Petersburgo - Rússia

   Durante as duas últimas semanas, tive oportunidade de revisitar a Rússia, mais concretamente as cidades de São Petersburgo e Moscovo.

   A primeira foi a capital do Império Russo e é hoje uma cidade histórica. São muitos os palácios e museus que podemos visitar. A escolha não é fácil. Porém, é obrigatório visitar o Palácio/Museu do Hermitage e toda a sua praça. É difícil destacar o que há de melhor para ver, mas para quem gosta de pintura, por exemplo, tem oportunidade de contemplar as obras mais significativas de Pierre Auguste Renoir, Claude Monet, Edgar Degas, Vicent Van Gogh ou Pablo Picasso, isto só para referir os mais conhecidos.

   Como disse, as propostas de visita em São Petersburgo são muitas. Mas permito-me destacar outro magnífico edifício a visitar: o Templo da Ressurreição de Cristo (Salvador Sobre Sangue). Foi erigido em memória do “czar libertador” em “memória da Ressurreição de Cristo no lugar do ferimento mortal do Imperador Alexandre II”, que morreu naquele mesmo local a 1 de Março de 1881, resultado da explosão duma bomba lançada pelo terrorista Ignati Grinevitski. É um monumento magnífico de rara beleza, da arquitectura ortodoxa russa.

   São precisos vários dias para visitar esta magnífica cidade russa. Mas quando o fizer, não deixe de andar mais um pouco para visitar o magnífico Palácio de Peterhof, que era a residência imperial preferida de Pedro, o Grande. Duma riqueza estonteante dentro do palácio, rodeada por jardins lindíssimos, pode-se avistar o Mar Báltico, que é ligado ao próprio palácio através de um espectacular canal.

   Termino dizendo: vale a pena visitar a cidade de São Petersburgo. Sobre Moscovo, falarei numa próxima crónica.

 

In Jornal “O DESPERTAR” – 04-09-2009

 

tags:
publicado por José Soares às 15:00
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Feira Medieval em Buarcos

. A sorte e a crise não são...

. Parabéns: já só faltam ci...

. A minha aposentação não c...

. A minha aposentação não c...

. Um casarão sem alma

. Ano Novo Vida Velha

. Ano novo, políticos e víc...

. Hora de receber

. Hora de receber

. Função pública e função p...

. Função pública e função p...

. Futebol - um mundo à part...

. Reformas - pensão pública...

. Um casarão sem alma

. A Saúde e a Madeira

. Crimes sem perdão

. Fuga de cérebros

. Rotunda do Ingote

. Pregões de praia

. Tributar as heranças

. Ai Álvaro, Álvaro

. Misericórdia de Semide in...

. Cuidado com o bronze arti...

. I Feira Medieval em Buarc...

. Vamos andando

. José Soares em mini-entre...

. Visita a Cáceres

. Não há vergonha para o de...

. Boa vida para o setor aut...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds