Sábado, 28 de Maio de 2005

Anos de serviço e aposentação

Funcionariopublico.jpg

   Já durante a última campanha eleitoral, todos os partidos apresentaram propostas para a tão falada Reforma da Administração Pública. Parecia e parece haver algum consenso, de que algo tem de ser feito.

   A maioria dos partidos parecem entender-se quanto a tomarem-se medidas sobre as aposentações, sob pena de se pôr em causa a sustentabilidade do sistema – Caixa Geral de Aposentações e Segurança Social. Várias vezes foi dito: “É necessário equiparar os dois sistemas”. Concordo, mas lamento que seja por baixo. Também concordo, que os direitos adquiridos pelos trabalhadores fiquem salvaguardados. O Estado é e tem de continuar a ser uma pessoa de bem. O Governo não pode romper contratos unilateralmente e exigir ao cidadão comum que honre a sua palavra.

   Com a apresentação por parte do Primeiro-Ministro das últimas medidas para a Função Pública, ficou-se a saber que tudo o que foi dito na campanha, não era mais do que propaganda política. Vamos aos factos. O Partido Socialista que tanto se bateu contra estas medidas, veio agora apresentar outras bem mais penalizadoras, injustas e até inconstitucionais (veremos), contra quem tem servido de bode expiatório para todos os insucessos de quem nos tem governado há muitos anos.

   Duma vez por todas, fale-se e defina-se o mesmo número de anos de serviço para se ter direito à aposentação e acabe-se com a injustiça de a reforma ser estabelecida pela idade do trabalhador. A casa, o carro, a viagem, as férias, o espectáculo, a refeição, a gasolina, etc., etc., são também iguais para todos, independentemente da idade de cada um. Haja justiça. Junte-se o que é igual e separe-se o que é diferente.

   A grande injustiça desta discussão é que ela está mal colocada. No meu ponto de vista, além de se assegurarem os direitos de quem já está a trabalhar, e aplicarem-se as novas leis aos novos funcionários, o que me parece correcto, deve-se falar em anos de serviço para uma pessoa se poder aposentar e não em anos de idade. Há pessoas com 50 anos que já trabalham há 35 anos e outros com a mesma idade que só descontam há 20 anos, ou menos. Que justiça pode haver, quando a idade da aposentação é igual para os dois? Penaliza-se novamente aqueles a quem a vida obrigou a trabalhar quando ainda deviam andar na escola? No caso concreto da Função Pública, a alteração das aposentações imposta por Durão Barroso/Manuela Ferreira Leite, e agora ainda mais injustas por José Sócrates, traduziu-se e vai traduzir-se na grande desmotivação desses funcionários, com prejuízos incalculáveis para muitos deles. Se esta medida for para a frente, há pessoas que vão descontar 50 anos!?, quando o contrato que estabeleceram com o Estado foi de 36 anos. Ou existe alguma seriedade nesta discussão, ou qualquer dia, com o aumento progressivo da idade da reforma, pura e simplesmente deixam de haver reformados.

In "EXPRESSO" - 28-05-2005

In "PRIMEIRO DE JANEIRO"  -  28-05-2005

In "24 HORAS"  -  29-05-2005

In "DIÁRIO DE COIMBRA"  -  30-05-2005

In "JORNAL DE NOTÍCIAS"  -  30-05-2005

In "DIÁRIO AS BEIRAS"  -  01-06-2005

In "JORNAL DAS CALDAS"  -  01-06-2005

In "A CAPITAL"  -  02-06-2005

In "DIÁRIO DE COIMBRA"  -  03-06-2005 (repetido)

In "TAL & QUAL"  -  03-06-2005

In "O DESPERTAR"  -  03-06-2005

In "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"  -  07-06-2005

In "DIÁRIO DE NOTÍCIAS"  -  08-06-2005 (repetido)

In "PÚBLICO"  -  10-06-2005

publicado por José Soares às 14:22
link do post | favorito
Quinta-feira, 26 de Maio de 2005

A noite vai ser linda

Anoitevaiserlinda.JPG

Estou num início de tarde, ainda até na chamada hora de almoço. O tempo está cinzento e, no jardim público existente junto à Escola Primária de Santo António dos Olivais, eu aguardo a abertura do Supermercado Super Desconto. É a vida.

Há quarenta anos atrás, não conseguia estar tão contemplativo. Aproveitava os intervalos das aulas na minha Escola, para mostrar os meus dotes basquetebolistas aos meus colegas de classe. Afinal, eu vivia mesmo no campo dos Olivais Futebol Clube e, também por esse factor, tinha que ter algum jeito na arte do encestar.

Eu estava calmo, como calmo estava este dia 21 de Maio de 2005. Mas à noite tudo ia ser diferente. Onde há muitos anos foi o campo, hoje é o Pavilhão do Olivais Futebol Clube, o qual irá a partir de hoje ser também conhecido pelo Pavilhão Engº Augusto Correia. Em sua homenagem, nesta tarde vai ser descerrada uma placa alusiva ao seu nome, o qual, diga-se em abono da verdade, era e vai continuar a ser uma referência do Clube durante muitos anos.

A noite de hoje é uma noite especial para todos os olivanenses. Vai decorrer a “VI Gala do OFC” e, os melhores vão ser reconhecidos pelos seus esforços: dirigentes, treinadores, seccionistas, atletas, sócios e amigos do Clube. Também o meu Pai, de 77 anos e que, em conjunto com a minha Mãe já tinha sido anteriormente homenageado, iria ter um lugar de destaque nessa cerimónia, através dum trabalho seu. A Direcção do Olivais iria destacar uma das suas principais paixões: os fósforos. Os presentes iriam ver a fachada do Olivais Futebol Clube, na qual o meu Pai demorou 84 horas e utilizou 3700 fósforos. É obra.

Do meu ponto de observação, vejo a azáfama dentro e fora do Pavilhão, para que tudo dê certo. Ao longe, parecia que não ia haver tempo, para que tudo estivesse em ordem. Mas, como já era a “VI Gala”, também já havia muita experiência acumulada, para resolver as dificuldades. A tarde está cinzenta, mas a noite vai ser linda.

 

PS: Cheguei agora da Gala e ela foi linda. Parabéns ao Carlos Gonçalves e a toda a sua Direcção, por mais esta realização de sucesso. Está na  altura de se pensar em mudar o nome do clube para: OLIVAIS CLUBE DE COIMBRA. Pensem nisso.

 

In "O DESPERTAR" - 27-05-2005

tags: ,
publicado por José Soares às 12:43
link do post | favorito
Quarta-feira, 25 de Maio de 2005

Trabalhar até morrer

Reformas FP.jpg

   O governo de Durão Barroso aumentou a idade mínima da reforma dos funcionários públicos, para os 60 anos. José Sócrates anunciou hoje que vai passar para os 65 anos. Na próxima legislatura talvez passe para os 70 anos.

   Isto não é coragem, é desrespeito por quem tem servido o Estado. Como comecei a trabalhar aos quinze anos, quando chegar aos 65 anos, se ainda for vivo, terei descontado 50 anos. Onde está a justiça desta medida?

publicado por José Soares às 21:33
link do post | favorito

António Guterres escolhido para ACNUR

AntonioGuterres.jpg

O presidente da Internacional Socialista António Guterres foi escolhido esta terça-feira (ontem) pelo secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, para o cargo de Alto Comissário da ONU para os Refugiados, sucedendo ao holandês Ruud Lubers. O ex-primeiro-ministro português, 56 anos, fazia parte de uma lista inicial de oito candidatos, tendo sido ouvido em Abril em Nova Iorque por um painel de dirigentes da ONU para discutir a sua visão para aquele organismo das Nações Unidas, após o que passou à fase final do processo, reduzido a três nomes. A candidatura de Guterres foi apoiada pelo Governo português, com o primeiro-ministro a considerar que «honra e prestigia Portugal e é aquela que melhor serve os interesses das Nações Unidas e do mundo». Lubbers teve de se demitir da liderança do ACNUR depois de ter sido acusado por uma colaboradora de assédio sexual.

 

Fonte: Diário Digital - 24-05-2005

publicado por José Soares às 14:41
link do post | favorito
Domingo, 22 de Maio de 2005

Parabéns Benfica

ParabensBenfica.jpg

Não é costume abordar o futebol nos meus artigos. Adoro futebol, mas existem muitos e bons jornalistas e cronistas que abordam este tema, diariamente. No entanto, e apesar de ser um “leão” academista, tenho que dar os meus parabéns ao Benfica, por ter alcançado o campeonato da Superliga de Futebol.

O último jogo do Boavista-Benfica foi emotivo, dado que a indecisão sobre qual seria o campeão, esteve presente até ao último minuto de jugo. Que me lembre, este foi talvez o campeonato mais emotivo de que há memória. Apesar do Sporting ter sido considerado, como a equipa que melhor jogou futebol em toda a época, a verdade é que para a história o que fica é o Benfica Campeão na época de 2004/2005.

Giovanni Trapattoni fez três substituições no último jogo. No entanto, talvez muitos não se lembrem que, quando o Benfica foi campeão há 11 anos, essa regra ainda não estava em vigor. Para os benfiquistas, passou muito tempo. Durante esse período, o Benfica teve onze treinadores, quatro presidentes e uma quantidade interminável de jogadores. Até o seu maior símbolo e palco de grandes alegrias, o Estádio da Luz, por muitos carinhosamente tratado por “A Catedral”, foi deitado abaixo, para dar lugar a um novo e magnífico estádio.

Por mais que alguns queiram desvalorizar, a verdade é que o futebol é mais que um jogo. É uma indústria. É um fenómeno social, que arrasta multidões e mais vezes dirigido pela emoção do que pela razão. Sendo o clube com mais adeptos, era esperada a euforia que se viu no final do jogo com o Boavista, dentro do estádio, mas principalmente fora dele. A alegria que os adeptos sentiram após tão longo jejum, que a alegria viu-se em todo o País e também nas nossas comunidades espalhados pelo mundo.

Os sempre lamentáveis incidentes, que ocorrem num ou noutro sítio, não mancharam esta merecida vitória do Benfica. Nestas alturas, a irracionalidade toma conta de muitos. A euforia é tal, que até o desempregado abraça efusivamente o seu ex-patrão e o funcionário abraça o chefe, para partilhar a alegria do momento. Por instantes, que muitos querem prolongar o mais possível, o País parece ficar anestesiado, sem se importar muito com as outras coisas da vida. O problema é a ressaca. Mas agora o apontamento é de alegria, pelo que renovo os Parabéns ao Benfica.

 

In "AURINEGRA" - 24-05-2005  -  www.aurinegra.com

publicado por José Soares às 23:20
link do post | favorito
Sexta-feira, 20 de Maio de 2005

Homens...cuidado

Segundo as palavras do Dr. Helder Monteiro, vice-presidente da Associação Portuguesa de Urologia, "em 2006, o cancro da próstata será o que mais homens vai matar". Ainda nas palavras deste clínico, "o cancro da próstata é o segundo ou terceiro entre os cancros que causam a morte dos homens, situação que vai mudar para pior já no próximo ano". Se é homem e tem mais de 50 anos, não facilite e consulte um especialista.

tags:
publicado por José Soares às 18:28
link do post | favorito
Sexta-feira, 13 de Maio de 2005

Relembrar Auschwitz

RelembrarAuschwitz.JPG

Como disse no artigo anterior, tive oportunidade de no passado dia 25 de Abril, concretizar um sonho – visitar o Campo de Concentração de Auschwitz, na Polónia. Parece um contra-senso, isto dum sonho ser visitar um local de grande pesadelo.

O dia estava mau, como se vê na fotografia, como mau era todo aquele local. É difícil de acreditar, que aquele espaço tenha sido criado para matar milhões de pessoas. Recorreu-se à industrialização dos sistemas de morte, para se poder exterminar o maior número de pessoas por dia. Para preservar a memória e alertar as actuais gerações, o Campo está transformado num grande museu do horror. Mesmo hoje, passados tantos anos, é dolorosamente impressionante, estar dentro das câmaras de gás onde milhões de inocentes morreram à ordens de uns loucos, comandados por um louco ainda maior – Adolfo Hitler.

Durante muitos anos, li e estudei este tema e confesso que nada encontrei com tanta nitidez, como esta visita “in loco” a este impressionante local. O meu grupo tinha cerca de 30 pessoas e, no final da visita, foi notório o choque expresso na cara de todos eles, após terem estado num sítio tão tragicamente conhecido e que faz parte de todos os manuais de História.

Como disse, a nossa visita foi efectuada no passado dia 25 de Abril, também para nós uma data que acabou com muito sofrimento. Também nós tivemos Peniche e o Tarrafal (em Cabo Verde), que anteriormente já tinha visitado, mas nada se poderá comparar com aquele campo de extermínio.

Em maior ou menor escala, todos nós estamos sujeitos a cruzar com potenciais ditadores. O problema, é que se não tivermos disso consciência e nada fizermos por inércia ou cobardia, arriscamo-nos a fortalecer essas mentes doentias. Quando um louco chega ao poder, tudo é possível. Hitler conseguiu-o e pela sua loucura irá ser recordado para todo o sempre, infelizmente. Foi a cobardia dos que lhe estavam próximos, que o levou a ser aquilo que foi e porque hoje é recordado.

É impressionante como passados 60 anos sobre o fim da II Guerra Mundial, os polacos ainda tenham uma memória tão viva e tão sofrida dessa época e muito façam para que as novas gerações não o esqueçam. A História é uma arma perigosa.

 

In "AURINEGRA" - 10-05-2005

www.aurinegra.com

publicado por José Soares às 15:34
link do post | favorito
Domingo, 8 de Maio de 2005

Imprensa e internet

Quando uma publicação faz mais um aniversário, isso tem obrigatoriamente que ser realçado. Se isso acontecer na Zona Centro, então estamos perante uma excelente notícia. A razão deste destaque é simples. Embora se fale à boca pequena que vai aparecer mais uma publicação, o que é sempre positivo, a verdade é que algumas fecharam recentemente. Os mais atentos a estes fenómenos da imprensa local, certamente se lembram do encerramento dos jornais “Região de Coimbra” e mais recentemente o “Jornal de Coimbra”. Também a revista “In Vivo” suspendeu a sua publicação e o jornal “O Despertar” passou de bissemanal a semanário.

Seguramente que todas estas alterações tiveram como principal causa, a questão financeira. Apesar da Zona Centro ser a zona do País onde mais se lê, é natural que os leitores façam as suas opções, pelo que os jornais terão que estar atentos aos interesses do mercado, sem contudo perderem as suas referências.

Os jornais nacionais, não têm vida fácil. No entanto, a imprensa regional também não pode adormecer à conta de alguns sucessos. Uns e outros têm agora uma concorrência aguerrida – os sites e os blogues.

Os primeiros, mais técnicos e profissionais, são agora o local privilegiado de muitos, em especial os políticos, onde poderão diariamente expor publicamente as suas ideias, sem estarem condicionados aos espaços sempre limitados dos jornais. As últimas campanhas eleitorais (PS, legislativas e PSD) são um excelente exemplo. Foi fácil encontrar na imprensa, o que vinha nesses sites pessoais ou institucionais.

Os segundos, os agora famosos blogues, estão destinados aos mais leigos nesta matéria, pelo que até eu já senti “necessidade” de criar dois deles (*). Um de tipo ligeiro e outro mais sério. A facilidade é tanta, que se criam várias dezenas por dia. Passada a euforia, irão resistir os que tiverem qualidade para se manterem. Dada a possibilidade da confidencialidade nos comentários em blogues, em tudo o que isso tem de especulativo e negativo, também os mais polémicos se irão prolongar no tempo.

A internet entrou definitivamente nas nossas vidas. Hoje, dificilmente encontramos uma instituição, pública ou privada, que não tenha um site. Mesmo o mais pequeno estabelecimento terá no mínimo um ou mais e-mail’s.

Estamos na era da comunicação e, como diz a máxima, “quem tem a informação é que detém o poder”. Talvez por isso as instituições nunca se preocuparam tanto como agora com a imprensa, pelo que cada vez há mais profissionais especializados nesta área, dentro das suas organizações.

Também por ser dele colunista, é uma honra e um prazer para mim, poder dar os parabéns ao CAMPEÃO, nesta edição especial.

(*) - http://konversas.blogs.sapo.pt/

(*) - http://josesoares.blogs.sapo.pt/

PS: Os interessados em "estórias" na nossa política local, poderão consultar os blogues:

http://ponteeuropa.blogspot.com/

http://portaavioes.blogspot.com/

In "CAMPEÃO DAS PROVÍNCIAS" - 28-04-2005

www.campeaoprovincias.com

tags:
publicado por José Soares às 18:28
link do post | favorito
Terça-feira, 3 de Maio de 2005

25 de Abril

25deAbril.jpg

À medida que o tempo passa, parece que cada vez tem menos importância comemorar o 25 de Abril do já longínquo ano de 1974. Após 31 anos sobre tão significativo acontecimento, começa a perder-se na memória colectiva o seu verdadeiro objectivo. Quem se lembra bem, os mais velhos, vai desaparecendo; para os mais novos, é uma data como qualquer outra.

Não só por formação, mas também por vivência, é uma data que faço questão de recordar, não esquecendo todos aqueles que sofreram e morreram para que nós hoje possamos viver em Democracia, apesar das várias tentativas de alguns em a enfraquecer.

Para melhor perceber quem sofreu os horrores dos ditadores, impus a mim próprio conhecer três locais: a Cadeia de Peniche, o Campo de Concentração do Tarrafal (Cabo Verde) e o Campo de Concentração de Auschwitz (Polónia). Os dois primeiros, já tive oportunidade de os conhecer e estudar; o terceiro, estou precisamente hoje a visitá-lo. Em futuro artigo, espero falar sobre esta visita.

Como faço parte duma geração onde a liberdade não existia, a guerra colonial era imposta e íamos presos só por pensar diferente, só por isso, ainda continuo a dizer com orgulho – Viva o 25 de Abril.

 

In "AURINEGRA" - 26-04-2005

www.aurinegra.com

tags:
publicado por José Soares às 22:32
link do post | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Feira Medieval em Buarcos

. A sorte e a crise não são...

. Parabéns: já só faltam ci...

. A minha aposentação não c...

. A minha aposentação não c...

. Um casarão sem alma

. Ano Novo Vida Velha

. Ano novo, políticos e víc...

. Hora de receber

. Hora de receber

. Função pública e função p...

. Função pública e função p...

. Futebol - um mundo à part...

. Reformas - pensão pública...

. Um casarão sem alma

. A Saúde e a Madeira

. Crimes sem perdão

. Fuga de cérebros

. Rotunda do Ingote

. Pregões de praia

. Tributar as heranças

. Ai Álvaro, Álvaro

. Misericórdia de Semide in...

. Cuidado com o bronze arti...

. I Feira Medieval em Buarc...

. Vamos andando

. José Soares em mini-entre...

. Visita a Cáceres

. Não há vergonha para o de...

. Boa vida para o setor aut...

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Junho 2008

. Março 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Março 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Junho 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds